Text Size
   

Hapvida Sistema de Saúde



0001


Com quase 40 anos de história e uma estratégia focada na verticalização dos serviços médico-hospitalares, o Sistema Hapvida atende mais de 4 milhões de clientes em todo o território nacional. O Hapvida hoje se posiciona como uma das maiores operadoras de saúde do Brasil., com a maior rede de atendimento próprio das regiões, uma das duas maiores operadoras com capital próprio e genuinamente nacional e a terceira maior do País, em número de beneficiários. Atualmente, são 26 hospitais, 76 hapclínicas, 20 Prontos Atendimentos, 84 Centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial (Vida&Imagem) distribuídos nos 11 estados onde a operadora atua com rede própria.

O Hapvida Sistema de Saúde alia tecnologia e humanização, sempre em busca do melhor para seus clientes. Para manter essa performance, aposta no desenvolvimento, realiza inovações constantes, além investimento na infraestrutura e capacitação de pessoal.

 

EMPRESÁRIOS BUSCAM MELHOR FORMAÇÃO DOS VIGILANTES

 

alt
Presidente do Sindesp-Ba , Paulo Roberto da Cruz
 Azevedo saudando os presentes no VII ENEFAV
Dezenas de empresários do segmento da segurança privada estão reunidos no VII Encontro Nacional  das Escolas de Formação e Aperfeiçoamento de Vigilantes - VII ENEFAV que prossegue até hoje ,em Salvador, no Gran Hotel Stella Maris Urban  . Durante a instalação dos trabalhos na tarde de ontem diversos representantes de instituições públicas e do segmento usaram da palavra para saudar os presentes , entre eles o presidente do Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado da Bahia - Sindesp-Ba , Paulo Roberto da Cruz Azevedo que destacou a importância do evento que busca discutir as melhores técnicas para  qualificar o agente de segurança privada, e também contribuir cada vez mais na sua formação como individuo que cuida da segurança do cidadão e de seu patrimônio. 
alt
Presidente da ABCFA, Ricardo Tadeu  explica a
importância do encontro para a segurança privada.
Para presidente da Associação Brasileira de Cursos de Formação e Aperfeiçoamento de Vigilantes -ABCFAV ,Ricardo Tadeu Corrêa o setor de segurança privada é um dos que mais emprega no Brasil e contribui em muito com a segurança da sociedade  em parceria com os agentes de segurança pública. Adiantou que estão na expectativa de uma nova regulamentação do setor . "Este evento conta até agora com representantes de 17 estados d Federação e de 36 escolas".
alt
O empresário Sílvio Oliveira um dos organizadores
locais do evento saudando os presentes.
 
O empresário Sílvio Oliveira, da Escola Baiana de Formação de Vigilantes, que funciona em Salvador, e foi um dos responsáveis pela organização do encontro disse que na Bahia mensalmente são formados cerca de 250 agentes de segurança privada e destacou a importância do evento para todos os presentes que estão aprofundando em busca de soluções para assuntos  que eles se deparam no dia a dia de sua atividade procurando novas formas de qualificação do vigilante."
 


                                           
                                   IMPORTÂNCIA DA SEGURANÇA PRIVADA
 
alt
Delegada da PF, Rosilene Gleice Duarte Santiago
 proferindo sua palestra no encontro.
A primeira palestra foi proferida pela delegada da Polícia Federal, Rosilene Gleice Duarte Santiago que deu uma verdadeira aula sobre segurança, seus conceitos, sua dinâmica mostrando que sempre foi uma busca incessante de toda sociedade  por segurança. Disse que "segurança é uma necessidade básica de qualquer sociedade organizada, e que a segurança privada vem complementar a pública. Destacou a parceria que existe , além da fiscalização e controle que são de responsabilidade da Polícia Federal.
alt
 
Também, esteve presente o senador eleito por São Paulo com mais de 9 milhões de votos, o major Olímpio, do PSL. Falando no evento ele ressaltou a sinergia que existe entre a segurança pública e a privada, e que a busca da melhoria da preparação e formação do agente privado vem beneficiar diretamente  o cidadão e seu patrimônio. Falou que existe no Congresso Nacional um projeto em final de tramitação visando adequar os currículos das escolas de formação de vigilantes a nível nacional. ( Foto ao lado).
Já o presidente do Sindivigilantes, José Boaventura disse ser importante esta busca da melhoria da formação do  profissional do vigilante, e também deve focar na formação deste homem como cidadão. Para ele a reciclagem que é feita de dois em dois anos é uma forma eficiente de buscarmos um agente privado cada vez mais qualificado e consciente de suas responsabilidades.
 
 
 
 
 
 
25 de outubro de 2018
   

Página 5 de 59

Busca no site